Postado em 25 de Setembro de 2020 às 17h14

27 DE SETEMBRO: DIA NACIONAL DA DOAÇÃO DE ÓRGÃOS E TECIDOS

Datas Comemorativas (29)Saúde (79)

Data foi estipulada para conscientização do tema

Segundo o Ministério da Saúde, o Brasil possui o maior sistema público de transplantes do mundo, cerca de 95% são financiados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O país vinha em um crescimento gradativo de doações, e embora os números positivos dos últimos anos, em junho de 2019, ainda haviam mais de 40 mil pessoas na lista de espera para doação. Essa é uma perspectiva que pode mudar com o aumento no número de doadores. Por isso, a conversa sobre doação de órgãos precisa estar em pauta no dia a dia, datas como o Setembro Verde e o Dia Nacional da Doação de Órgãos e Tecidos surgem com este objetivo.

Mas afinal, como acontece o processo de doação? Existem duas formas: em casos de morte encefálica, e as doações feitas em vida. Segundo o médico anestesiologista, Leandro Bernardes - CRM 23358, nos casos de morte encefálica, é feita a identificação e notificação do paciente e então realiza-se um protocolo de exames clínicos e de imagem, a fim de confirmar a condição. Se de fato confirmada a morte cerebral, e houver a possibilidade de a doação acontecer, a família é contatada e iniciam-se os trâmites. Segundo Leandro, a captação dos órgãos é realizada por uma equipe especializada no centro cirúrgico.

Na doação feita em vida, o procedimento é feito entre familiares até o quarto grau de parentesco, e em casos de terceiros é necessária uma autorização judicial. Leandro explica que os riscos da doação estão inerentes à uma anestesia, por este motivo são realizados exames pré-operatórios para diminuir tais perigos. Conforme o médico, a doação entre pessoas vivas é permitida somente se não acarretar em nenhum tipo de problema a saúde do doador.

Após identificado os doadores e realizada a doação, é feito o transporte dos órgãos, o qual conta com um protocolo rígido. “Cada órgão é embalado, identificado e lacrado em caixas próprias para o transporte, pois possuem recomendações específicas, como tempo máximo entre captação e transplante, temperatura a ser mantido, etc. Todo processo é supervisionado por profissionais médicos e enfermeiros”, esclarece Leandro.

De acordo com o médico, a principal dificuldade do transplante é a rejeição, quando as células de defesa interpretam o órgão transplantado como “estranho”, e o atacam, mas há como solucionar. “Existem medicações imunossupressoras que são usadas pelos pacientes transplantados para diminuir a chance dessa complicação. É necessário usar a medicação pelo resto da vida”.

Com tantos recursos e avanços apresentados pela medicina, e se o Brasil tem dado passos largos no que diz respeito aos transplantes, o que falta para diminuir a fila de espera? Para Leandro, cada vez mais está se desmistificando sobre assunto, ele considera que com o passar dos anos a conscientização sobre a doação aumentou, mas ainda assim, uma das principais causas é a negativa da família para abertura do processo de doação. "É necessário empatia, colocar-se no lugar das famílias que aguardam doação de órgão para perceber a importância da doação", conclui o médico.

COVID-19 e o impacto nas doações

A Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos (ABTO), divulgou em agosto um levantamento onde o Brasil apresenta queda de 6,5% no índice de doadores efetivos, se comparado ao primeiro semestre de 2019, e 26,1% em comparação aos dois primeiros trimestres de 2020.

Com a chegada da pandemia, houveram alguns ajustes de funcionários da saúde para auxiliar nos setores de combate à Covid-19. Em alguns casos, os espaços destinados ao setor de doações foram ocupados para atender os pacientes com coronavírus. Todo esse cenário resultou em alterações nas taxas relacionadas a doação de órgãos, e a campanha tornou-se ainda mais necessária. 

  • EkoSaúde - Informação que promove saúde, bem-estar e qualidade de vida -

Veja também

REINVENTE-SE: CONVENÇÃO MASTER 202009/07/20 Conhecimento, diversão e comemoração! Foram esses os principais sentimentos envolvidos na Reinvente-se: Convenção Master 2020 desse ano, que ocorreu no dia 04 de julho, de maneira online no canal oficial da Eko'7 no Youtube. Acompanhe conosco tudo que ocorreu no sábado passado. A Convenção: Anualmente realizamos uma convenção......
Acupuntura: uma opção de tratamento para enxaqueca13/02/18 Dor de cabeça é apenas um dos sintomas de enxaqueca. E quem sofre com esse problema, sabe o quanto é difícil mandar as dores embora.  Mas, existe uma técnica muito utilizada na China que pode amenizar esses sintomas: a acupuntura. O princípio da acupuntura é......
DIA NACIONAL DO LIVRO29/10/20Hábito de ler antes de dormir auxilia na qualidade do sono Não é novidade que o contato com telas antes de dormir pode prejudicar seu sono. Vivemos em um mundo cada vez mais tecnológico, é muito comum dar aquela espiadinha no celular antes de dormir, ou até mesmo assistir......

Voltar para Blog

categorias-noticias