Postado em 17 de Dezembro de 2019 às 13h12

A Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono

Sono (50)Saúde (77)
Cada vez mais no mundo atual se estuda a qualidade do sono. A medicina do sono investiga não apenas problemas relacionados a um sono não reparador mas também estuda formas de prevenir futuros problemas do sono que atrapalham a qualidade de vida de todos nós. Um desses problemas é a apneia do sono. A Síndrome…

Cada vez mais no mundo atual se estuda a qualidade do sono. A medicina do sono investiga não apenas problemas relacionados a um sono não reparador mas também estuda formas de prevenir futuros problemas do sono que atrapalham a qualidade de vida de todos nós.
Um desses problemas é a apneia do sono. A Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS), é uma doença crônica, caracterizada pela obstrução parcial ou total das vias, causando paradas repetidas e temporárias da respiração enquanto a pessoa dorme.
Segundo a otorrinolaringologista, Amanda Costa, dormir mal ocasiona mudanças no metabolismo e deixa o organismo predisposto a uma série de doenças. “A preocupação atual está em termos um sono de qualidade e reparador que proporcione ao indivíduo realizar a produção de hormônios necessária, produzir seus anticorpos, regenerar suas células e renovar suas confecções cerebrais durante o sono. Todo este processo pode ocorrer se temos um sono tranquilo e, por isso, a preocupação com roncos e pausas da respiração, as famosas apneias durante o sono”, comenta.
Apneias não são normais e não devem ser toleradas nem em crianças, nem em adultos e nem em idosos. “Antigamente não nos preocupávamos com as repercussões fisiológicas desta obstrução nasal durante o sono, apenas com o barulho desagradável que atrapalhava o sono de nosso parceiro. Hoje em dia todo o paciente que ronca e tem apneia é extensamente investigado por um médico especialista em sono”.
O problema de apneia interrompe a respiração, podendo levar à queda de oxigênio no sangue e a despertares ao longo da noite. Geralmente, as pausas respiratórias duram pouco mais de 10 segundos e são consideradas anormais quando ultrapassam a frequência de cinco eventos por hora de sono.
Conforme explica a médica, a apneia pode ser provocada por alterações anatômicas e pela diminuição de atividade dos músculos dilatadores da faringe. A obesidade é um dos fatores que agrava o quadro do distúrbio por conta do estreitamento das vias respiratórias superiores.
“Consideramos roncar como um sinônimo de um sono instável do ponto de vista cardiovascular e endócrino, e as paradas de respiração causadas pela apneia acompanham a maioria desses pacientes. Contudo, eles não têm consciência disto ao acordar”, salienta Amanda.
As consequências desse problema são refletidos na rotina. A pessoa sente mais fome do que o habitual, tem um sistema imunológico mais fragilizado, apresenta uma memória com menor capacidade do que poderia ter, seus níveis de pressão arterial não se enquadram na normalidade e muitos ainda sofrem com sonolência excessiva, podendo dormir em qualquer lugar.
Todo este conjunto de ronco e apneia que afetam a vida de 30% da população brasileira devem ser investigados e tratados. “Dormir bem é um dos requisitos básicos para termos uma vida e um envelhecimento saudável, juntamente com uma alimentação equilibrada aliada a atividades físicas”, avalia a especialista.

____________________________

 

Veja também

ENTENDA SEU CORPO: suor noturno em excesso pode indicar complicações30/11/20 O excesso de suor à noite pode ser um sinal de alerta, mas antes de causar grandes preocupações, é importante observar o contexto. Provavelmente já ocorreu de acordar com a roupa molhada por estar com muitas cobertas, em noites muito quentes, ou até em estado febril, e isso é normal. No entanto, transpiração noturna com frequência, sem um motivo......
Por que roncamos?04/12/19 Com certeza você já deve ter perdido o sono por causa do ronco do seu companheiro. Ou mesmo por não conseguir dormir devido a obstrução nasal. Segundo estimativas, cerca de 54% da população adulta sofre de ronco, principalmente pessoas obesas, idosas e......
Uso de eletrônicos antes de dormir15/08/19 Você já parou pra pensar qual a última coisa que você faz antes de dormir? Talvez a resposta seja mexer no celular. É tão natural levarmos o pequeno aparelho para onde formos que não pensamos quando o seu uso pode ser deixado de lado para podermos descansar.......

Voltar para Blog

categorias-noticias