Postado em 17 de Dezembro de 2019 às 13h12

A Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono

Sono (47)Saúde (72)
Cada vez mais no mundo atual se estuda a qualidade do sono. A medicina do sono investiga não apenas problemas relacionados a um sono não reparador mas também estuda formas de prevenir futuros problemas do sono que atrapalham a qualidade de vida de todos nós. Um desses problemas é a apneia do sono. A Síndrome…

Cada vez mais no mundo atual se estuda a qualidade do sono. A medicina do sono investiga não apenas problemas relacionados a um sono não reparador mas também estuda formas de prevenir futuros problemas do sono que atrapalham a qualidade de vida de todos nós.
Um desses problemas é a apneia do sono. A Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS), é uma doença crônica, caracterizada pela obstrução parcial ou total das vias, causando paradas repetidas e temporárias da respiração enquanto a pessoa dorme.
Segundo a otorrinolaringologista, Amanda Costa, dormir mal ocasiona mudanças no metabolismo e deixa o organismo predisposto a uma série de doenças. “A preocupação atual está em termos um sono de qualidade e reparador que proporcione ao indivíduo realizar a produção de hormônios necessária, produzir seus anticorpos, regenerar suas células e renovar suas confecções cerebrais durante o sono. Todo este processo pode ocorrer se temos um sono tranquilo e, por isso, a preocupação com roncos e pausas da respiração, as famosas apneias durante o sono”, comenta.
Apneias não são normais e não devem ser toleradas nem em crianças, nem em adultos e nem em idosos. “Antigamente não nos preocupávamos com as repercussões fisiológicas desta obstrução nasal durante o sono, apenas com o barulho desagradável que atrapalhava o sono de nosso parceiro. Hoje em dia todo o paciente que ronca e tem apneia é extensamente investigado por um médico especialista em sono”.
O problema de apneia interrompe a respiração, podendo levar à queda de oxigênio no sangue e a despertares ao longo da noite. Geralmente, as pausas respiratórias duram pouco mais de 10 segundos e são consideradas anormais quando ultrapassam a frequência de cinco eventos por hora de sono.
Conforme explica a médica, a apneia pode ser provocada por alterações anatômicas e pela diminuição de atividade dos músculos dilatadores da faringe. A obesidade é um dos fatores que agrava o quadro do distúrbio por conta do estreitamento das vias respiratórias superiores.
“Consideramos roncar como um sinônimo de um sono instável do ponto de vista cardiovascular e endócrino, e as paradas de respiração causadas pela apneia acompanham a maioria desses pacientes. Contudo, eles não têm consciência disto ao acordar”, salienta Amanda.
As consequências desse problema são refletidos na rotina. A pessoa sente mais fome do que o habitual, tem um sistema imunológico mais fragilizado, apresenta uma memória com menor capacidade do que poderia ter, seus níveis de pressão arterial não se enquadram na normalidade e muitos ainda sofrem com sonolência excessiva, podendo dormir em qualquer lugar.
Todo este conjunto de ronco e apneia que afetam a vida de 30% da população brasileira devem ser investigados e tratados. “Dormir bem é um dos requisitos básicos para termos uma vida e um envelhecimento saudável, juntamente com uma alimentação equilibrada aliada a atividades físicas”, avalia a especialista.

____________________________

 

Veja também

Saiba tudo sobre a labirintite27/09/17 Tontura, náuseas, alterações gastrintestinais, desequilíbrio e zumbidos no ouvido. Esses sintomas podem estar atrelados a uma doença chamada labirintite. Mas o que é labirintite? Quando seu ouvido sofre alguma inflamação na parte interna, ou labirinto, seus nervos auditivos entendem que você está em movimento. Fato que seus outros sentidos não conseguem detectar, causando assim, uma…...
O frio chegou e com ele as alergias respiratórias: saiba como evitar03/07/19 O inverno começou no dia 21 de junho. Os casacos já não ficam mais guardados no armário e muitas casas já começam ser aquecidas com o fogão a lenha. Acompanhado das baixas temperaturas, alergias e doenças respiratórias aumentam nesta época do ano. Gripe,......
ATIVIDADES FÍSICAS AUXILIAM NO SONO29/08/19 Pratique atividade física e melhore seu sono Há quem faça diversos rituais para ter uma boa noite de sono. Mas, a gente tem um segredo para lhe contar: alguns minutinhos de atividade física durante o dia podem contribuir para que o seu sono seja perfeito.......

Voltar para Blog

categorias-noticias