Postado em 10 de Junho às 14h53

Brasil consome 50% mais açúcar do que o recomendado pela OMS

Alimentação (52)

Em casa por mais tempo por conta da pandemia, alguns brasileiros resolveram colocar o talento na confeitaria para jogo. Entre março e abril de 2020, o que você via com frequência nos stories do Instagram eram fotos e mais fotos de bolos. Esse cenário trouxe aos brasileiros uma consequência: o aumento no consumo de doces, é o que aponta um estudo de comportamento feito pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

A pesquisa, em parceria com a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), contou com a participação de mais de 44 mil brasileiros, e o resultado apontou que aproximadamente metade das brasileiras passou a consumir doces e chocolates em dois ou mais dias por semana.

O aumento é de 7% a mais se comparado ao consumo antes da pandemia. E ainda, 63% dos entrevistados entre 18 e 29 anos afirmaram consumir doces duas vezes por semana ou mais. Por estarem mais tempo em casa, com a rotina desconfigurada, as visitas à geladeira aumentam, e isso pode ser causa de ansiedade, cansaço e irritabilidade, o que interfere diretamente no descontrole alimentar.

Dados do Ministério da Saúde apontam que os brasileiros consomem 50% de açúcares a mais do que o recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Essa informação indica que cada cidadão consome cerca de 18 colheres de chá de açúcar diariamente, equivalente a 80 gramas.

Como reduzir a quantidade de doces?

Alguns costumes rotineiros devem ser excluídos aos poucos, como inserir açúcar no café e no chá. Os dados do Ministério da Saúde mostram que 64% dos brasileiros acrescentam açúcar nos alimentos, e o restante do consumo total representa os produtos industrializados que já contém o ingrediente, sendo assim, é importante também estar atento aos rótulos.

Se você gosta muito e sente falta do açúcar, precisa treinar seu paladar para diminuir de forma gradativa, e não se engane com o chamado “açúcar saudável”, pode ser menos processado e ter mais nutrientes, no entanto, ainda é açúcar.

Evite utilizar o doce, ou a sobremesa, como recompensa. É um erro comum descontar as emoções diárias com um ‘docinho’. Quando for comer, lembre-se de saborear, desta forma ficará mais fácil alcançar a saciedade. Procure ajuda de um especialista, nutricionistas podem lhe passar opções que vão ajudar no processo de reeducação alimentar. Faça isso pela sua saúde!

  • EkoSaúde - Informação que promove saúde, bem-estar e qualidade de vida -

Veja também

Alimentação equilibrada, intestino saudável!13/09/17 Os exageros alimentares e uma alimentação desequilibrada causa uma série de reflexos no organismo, provocando desconfortos e inconvenientes que podem ser prejudiciais à saúde. É comum que esse tipo de situação aconteça nos finais de semana, onde a rotina diferenciada proporciona uma alimentação regada a doces, sobremesas, churrascos e muitos outros cardápios quase que irresistíveis.…...
Ervas Naturais e tratamentos alternativos.22/05/17 A natureza é uma importante fonte de elementos e ingredientes que proporcionam saúde e qualidade de vida para as mais variadas doenças e complicações. As soluções naturais tornam-se uma opção cada vez mais frequente na busca por tratamentos e curas......
Tempero pronto: mais perigoso do que você imagina23/04/18 Estamos acostumados a preparar nossas refeições de forma rápida. E tudo que facilitar este processo, é bem-vindo. Mas, os temperos prontos, que encontramos nos supermercados, não são a melhor pedida para nossa saúde. A nutricionista Gisele Vieira revela que......

Voltar para Blog

categorias-noticias