Postado em 11 de Fevereiro de 2020 às 09h24

Melatonina e o sono

Sono (51)Saúde (79)
Conhecida como o hormônio do sono, a melatonina é a responsável por ajustar nosso relógio biológico e direcionar as atividades do nosso corpo para o momento de descansar ou se manter ativo.
Há 60 anos são realizadas pesquisas constantes a respeito desse hormônio, que também apresenta influências na saciedade alimentar, no humor e até em hormônios sexuais, já que age em todos os sistemas do nosso corpo.
Produzida pela glândula pineal, é sintetizada na ausência de luz e age como sinalizadora para nosso organismo, orientando o corpo sobre quando é dia e quando é noite. ?A produção da melatonina inicia quando a nossa retina percebe a escuridão e ela coopera para sentirmos sono. Também avisa aos diversos órgãos que está na hora de desligarmos a máquina?, explica a otorrinolaringologista, Amanda Costa.
O fluxo desse hormônio ocorre exclusivamente à noite, iniciando aproximadamente duas horas antes do horário habitual de dormir. Porém, esse processo pode sofrer interferências, causadas por fatores como luz na retina, com o uso de smartphones e outros eletrônicos, ou alguma outra fonte de claridade; envelhecimento; baixa serotonina e até pelo aumento do estresse e uma rotina de vida não-saudável.
Com a ausência da melatonina, não é possível iniciar o ciclo sono-vigília de forma harmônica, o que gera efeitos diretos da privação de sono. Entretanto, é preciso ressaltar que a melatonina, embora seja mestre em regulação do sono, não age sozinha nesse processo e o uso sintético desse hormônio pode ter reflexos negativos para nossa saúde. ?Já existem estudos apontando a bagunça causada pelo uso exagerado de melatonina no sono de adultos e crianças, resultando até em puberdade precoce?, acrescenta Dra. Amanda.
É possível melhorar a produção e sintetização de melatonina com medidas simples, como dormir no mesmo horário e no escuro, o que significa não utilizar telas luminosas para não comprometer a secreção de melatonina. A prática de atividades físicas, preferencialmente pela manhã, também auxiliam o organismo a ter um sono restaurador, além do controle da ansiedade e uma alimentação saudável sem grandes excessos.

Veja também

Outubro Rosa: atenção e cuidado com a saúde02/10/19 O câncer de mama é o tipo da doença mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, correspondendo a cerca de 29% dos casos novos a cada ano no país. Causada pela multiplicação desordenada de células da mama, esse processo gera células anormais que se multiplicam, formando um tumor. Há vários tipos de…...
Dia da Mulher - como anda o sono dela?09/03/20 Ao longo dos anos a mulher conquistou diversos espaços. Sua rotina se tornou mais corrida entre trabalho, família e hobbies pessoais, ou seja, uma jornada tripla. Apesar de positivo em diversos fatores, esse acúmulo de funções desenvolvem estresse e......
O que comer para dormir melhor?07/10/19 Quando nos deitamos na cama para dormir, nosso cérebro, assim como os nossos órgãos, começam um processo de memorização de todas as informações recebidas. É o momento de relaxar e descansar. Porém, a dificuldade de adormecer e manter o sono contínuo é um......

Voltar para Blog

categorias-noticias