Postado em 18 de Novembro de 2019 às 18h19

Fatores que influenciam no sonambulismo

Sono (58)
Dificuldades para dormir ou manter um sono contínuo estão ligadas a diversos problemas. Muitas vezes são causados pela ansiedade, depressão, dores crônicas ou doenças, como o sonambulismo. Esse distúrbio é caracterizado por comportamentos anormais no meio da noite, como sentar na cama, arrumar as cobertas, caminhar pela casa, mudar de roupa, abrir portas e janelas…

Dificuldades para dormir ou manter um sono contínuo estão ligadas a diversos problemas. Muitas vezes são causados pela ansiedade, depressão, dores crônicas ou doenças, como o sonambulismo.
Esse distúrbio é caracterizado por comportamentos anormais no meio da noite, como sentar na cama, arrumar as cobertas, caminhar pela casa, mudar de roupa, abrir portas e janelas e ir ao banheiro. Todas essas atividades acontecem sem a pessoa ter consciência do que está fazendo, pois parte das suas funções cerebrais continua adormecida e ela permanece num estado de transição entre o sono e a vigília.
Os episódios de sonambulismo costumam ocorrer uma ou duas horas depois que a pessoa adormeceu, duram de poucos segundos a meia hora e terminam quando ela acorda ou volta para cama para continuar dormindo.
Apesar de saber essas características sobre o sonambulismo, pesquisadores e médicos ainda não sabem a causa exata do distúrbio. É considerado que vários fatores podem influenciar na ocorrência dos episódios, como os seguintes:
Genética: Como grande parte dos distúrbios e doenças, o sonambulismo pode ser herdado geneticamente.
Idade: O sonambulismo é muito mais comum em crianças de 12 e 13 anos e está relacionada ao processo de amadurecimento do cérebro. Porém adultos e idosos também podem apresentar o distúrbio.
Privação do sono: Noites mal dormidas.
Distúrbios psiquiátricos: Ansiedade e depressão podem desencadear episódios de sonambulismo.
Medicamentos: O sonambulismo pode ser desencadeado por remédios que podem interferir no sono, como hipnóticos, sedativos ou certos medicamentos utilizados para tratamentos psiquiátricos.

Entretanto, o sonambulismo é um distúrbio benigno do sono, que pode desaparecer espontaneamente nas crianças. O tratamento só se torna necessário, quando os episódios são frequentes e podem oferecer risco de acidentes ou constrangimento para o paciente.
O sono é um estado da consciência muito sensível às variações emocionais e pode ser alterado com facilidade. Por isso, se você estiver com dificuldades para dormir, é recomendado a procura de um médico especialista do sono. Priorizar a qualidade de vida e qualidade do sono são importante para o bem-estar.

____________________________________________________________________

EKO’7

 

Veja também

Melatonina e o sono11/02/20 Conhecida como o hormônio do sono, a melatonina é a responsável por ajustar nosso relógio biológico e direcionar as atividades do nosso corpo para o momento de descansar ou se manter ativo. Há 60 anos são realizadas pesquisas constantes a respeito desse hormônio, que também apresenta influências na saciedade alimentar, no humor e até em hormônios sexuais, já que age em todos os sistemas do nosso corpo. Produzida......
Estresse e ansiedade afetam o sono25/06/20 O isolamento social, provocado pela pandemia e a crise mundial que estamos enfrentando tem sido um dos principais fatores que têm gerado ansiedade e estresse na população, através de pensamentos negativos e incertezas para o futuro,......
A Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono17/12/19 Cada vez mais no mundo atual se estuda a qualidade do sono. A medicina do sono investiga não apenas problemas relacionados a um sono não reparador mas também estuda formas de prevenir futuros problemas do sono que atrapalham a qualidade de vida de todos nós.......

Voltar para Blog

categorias-noticias