Postado em 23 de Dezembro de 2019 às 19h19

Reduzir a ingestão calórica melhora o sono?

Sono (50)Dicas (51)

Em 2018 a obesidade voltou a crescer no Brasil. O resultado foi divulgado através da Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), do Ministério da Saúde. Segundo o documento, houve um aumento de 67,8% nos últimos treze anos, saindo de 11,8% em 2006 para 19,8% em 2018.

Esse resultado é uma porta aberta para o surgimento de outras doenças, como as ligadas ao sono. Por exemplo, pessoas obesas são mais propensas a desenvolverem a Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS), uma doença crônica caracterizada pela obstrução parcial ou total das vias, causando paradas repetidas e temporárias da respiração enquanto se dorme.

Para evitar que isso aconteça, é possível reduzir a ingestão calórica, com o acompanhamento de um profissional da saúde.

“É comum vermos pacientes que querem emagrecer ou reduzir a ingestão calórica, pararem de comer. Isso é um problema muito sério, porque a pessoa corta alimentos que são essenciais para a saúde e também não conseguem manter essa alimentação restritiva por muito tempo”, explica a nutricionista, especialista em nutrição clínica e esportiva, Helenita Moreno.

A especialista orienta que cada um deve olhar para sua comida e perceber o quanto precisa de fato e o quanto está comendo em excesso. Depois disso, é possível fazer uma redução gradativa até chegar na necessidade básica.

Segundo um estudo realizado e publicado na revista JAMA Internal Medicine, diminuir a ingestão calórica pode mudar a vida de quem tem sobrepeso, principalmente na qualidade do sono.

A pesquisa pediu para que 100 mulheres e homens comuns com excesso de peso cortassem 25% de sua ingestão diária de calorias por dois anos, e compararam seus resultados com pessoas que não fizeram mudanças em suas dietas.

Em média, os participantes na dieta de restrição calórica perderam 7,6 kg. Eles também relataram dormir melhor à noite em comparação com os participantes que não mudaram em nada seus hábitos alimentares.

Porém, lembrando que para realizar essa redução calórica o indicado é buscar um médico nutrólogo. Ele poderá orientar qual a melhor alimentação, criando uma estratégia adequada para as necessidades do seu organismo.

Veja também

Dormir bem é aliado contra o coronavírus.06/05/20 Desde o final de 2019, o mundo vem acompanhando o desenvolvimento da Covid-19, doença causada pelo coronavírus SARS-CoV-2, que apresenta um quadro clínico que varia de infecções assintomáticas a quadros respiratórios graves. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a maioria dos pacientes com Covid-19 (cerca de 80%) podem ser......
Sono dos brasileiros12/03/20 Nos tempos atuais, ter qualidade de sono é algo que ainda muitas pessoas procuram. Devido a rotina acelerada do trabalho, família e vida social, a saúde e bem-estar acabam ficando de lado. Para exemplificar, segundo pesquisa realizada pelo Associação......
Você sabe o que é o despertador cronológico?06/11/19 Com certeza você já passou pela situação de acordar antes do despertador tocar. Ou teve vontade de dormir mais cedo que seu companheiro, que costuma se deitar depois da meia noite. O nosso corpo e a nossa mente estão acostumados com a rotina estabelecida pelo......

Voltar para Blog

categorias-noticias