Postado em 17 de Novembro de 2017 às 15h30

Azeite de Oliva: gordura que faz bem

Alimentação (52)
O azeite de oliva é muito popular em todo o mundo. Sua fabricação é um processo simples de lavagem, moagem, prensa fria e centrifugação de azeitonas maduras. Além disso, esse óleo é um dos mais antigos e saudáveis.  O azeite é rico em ácidos graxos monoinsaturados (ácido oleico), polifenóis, ômega 3, vitamina A e vitamina…

O azeite de oliva é muito popular em todo o mundo. Sua fabricação é um processo simples de lavagem, moagem, prensa fria e centrifugação de azeitonas maduras. Além disso, esse óleo é um dos mais antigos e saudáveis.  O azeite é rico em ácidos graxos monoinsaturados (ácido oleico), polifenóis, ômega 3, vitamina A e vitamina E, segundo a nutricionista Raiara Forcelini.

            Por ser extremamente nutritivo, comparado a outros tipos de óleos, o azeite de oliva pode ser utilizado como tempero em saladas, ou em pratos rápidos que não demandem muito tempo de cozimento. Para Raiara, o ideal é sempre consumi-lo sem aquecer, mas como ele possui gorduras mais resistentes ao calor, preparações onde o tempo de cozimento e a temperatura de preparo sejam baixas podem ser feitas. Contudo é necessário prestar atenção, pois o processo de cozimento em altas temperaturas faz com que os compostos fenólicos do azeite de oliva sejam reduzidos, portanto o ideal é não aquecê-lo.

Azeita de Oliva x Outros óleos

           

Esse azeite se difere dos óleos devido ao seu processo de extração, onde o azeite passa por menos processos de refinamento. A nutricionista destaca que outra diferença importante é a composição de cada óleo/azeite. O azeite de oliva possui mais gorduras monoinsaturadas, enquanto os óleos vegetais como de soja, milho e canola, por exemplo, possuem mais gorduras poliinsaturadas, que são mais sensíveis a temperaturas, gerando assim mais substâncias nocivas ao nosso organismo quando aquecidos por um longo tempo.

            Quanto a quantia a ser utilizada, Raiara explica que depende da demanda nutricional de cada um, mas que de maneira geral, uma colher de sopa rasa, fracionada durante o dia já o suficiente para aproveitar os benefícios do azeite de oliva.

            Como esse azeite é fonte de gorduras boas e também é rico em nutrientes, não existem contraindicações de uso, apenas para aqueles que são alérgicos a azeitona. Contudo, é importante sempre lembrar que mesmo não havendo contraindicações, seu consumo deve ser equilibrado, já que mesmo sendo saudável, ainda é uma gordura.

Para aproveitar todas essas dicas e informações sobre esse azeite, apresentamos uma receita especial de um bolo com azeite de oliva:

  • Ingredientes 
  • 250 g de farinha
  • 210 g de açúcar
  • 1 colher (sopa) de raspas de laranja
  • 100 ml de suco de laranja
  • 160 g de iogurte grego
  • 3 ovos
  • 100 ml de azeite extra virgem
  • 1 colher (de chá) de baunilha
  • 1 colher (de chá) de bicarbonato
  • 2 colheres (de chá) de fermento
  • ½ colher (de chá) de sal

    Modo de preparo

  1. Na batedeira, junte os ingredientes secos e misture.
  2. Em um recipiente, coloque o suco, as raspas, o iogurte e o azeite e
  3. Acrescente essa mistura aos ingredientes secos, batendo em velocidade lenta até que a massa fique homogênea.
  4. Por último, coloque os ovos um a um e a baunilha.

Assar em forno pré-aquecido a 180ºC, em forma untada e enfarinhada, aproximadamente por 30 minutos.

Veja também

PINHÃO É ALIADO DA VISÃO E DO CÉREBRO27/05 Conhecido principalmente na região sul e sudeste do Brasil, o pinhão vem da semente da araucária e é legitimamente brasileiro. Cheio de nutrientes, e com comercialização elevada entre os meses de março a agosto, o consumo do pinhão pode ter muitos benefícios. Embora algumas pessoas imaginem que a semente seja calórica, na verdade, tem menos......
Quais as frutas indicadas para diabéticos20/03/19 Quem é diabético sempre fica em dúvida quanto ao consumo de alguns alimentos. As frutas são a principal incerteza, por serem mais adocicadas naturalmente. E para tirar essa dúvida, a nutricionista Andressa Fortes Miranda indica quais os frutos podem ser......
Quais alimentos consumir no verão?09/01/18 O verão geralmente é associado a férias, diversão e principalmente, ao calor. As altas temperaturas fazem com que nosso organismo sofra uma série de mudanças para se adaptar ao novo clima. Contudo, muitas vezes ele não consegue fazer isso sozinho e nós temos......

Voltar para Blog

categorias-noticias