Postado em 22 de Agosto de 2017 às 12h05

Hortelã e seus benefícios

Alimentação (52)Dicas (59)Bem-Estar (63)
Você certamente já ouviu sua mãe ou avó dizer para fazer chá de hortelã ao reclamar que estava com dor de estômago. E elas estavam certas. A folha de hortelã é bastante conhecida por seu cheiro e sabor agradáveis, além das propriedades medicinais presentes na planta. De acordo com a nutricionista Monique Zanini, ela atua…

Você certamente já ouviu sua mãe ou avó dizer para fazer chá de hortelã ao reclamar que estava com dor de estômago. E elas estavam certas. A folha de hortelã é bastante conhecida por seu cheiro e sabor agradáveis, além das propriedades medicinais presentes na planta. De acordo com a nutricionista Monique Zanini, ela atua como um calmante para o organismo, principalmente no sistema digestivo, além de ter propriedades analgésicas, estimulantes, antioxidantes

    Outro benefício, pouco conhecido da planta é o fato de ter ação expectorante no nosso organismo, pois possui propriedades antisséptica e  anestésica, atuando como um tranquilizante suave, que descongestiona as vias respiratórias pelo seu óleo essencial, o mentol. Ele é um dos principais elementos presentes no hortelã e se destaca pela ação expectorante, que ajuda no alívio de tosses e congestão nasal. A pessoa pode utilizar como um óleo de hortelã que deve ser passado no corpo ou pode ingerir o hortelã.

A hortelã ainda pode ser usada em outras formas além do chá, como em cápsulas com óleo, extrato seco da planta, ou também na forma de óleo essencial para a pele. Contudo, a nutricionista destaca que quanto maior a forma natural, melhor as propriedades se mantém.

    Contudo, assim como outros alimentos com funções medicinais, a hortelã tem suas contraindicações, entre elas o consumo da planta por gestantes e lactantes. Pois as propriedades da erva pode causar contrações uterinas e em casos mais graves, asfixia do segundo grupo.  

Outros grupos de risco que devem evitar o consumo são pessoas com anemia e crianças com menos de dois anos de idade. A indicação para quem não está nessa lista, segundo Monique, é de 50 gramas por dia, o equivalente a duas colheres de sopa.

Se você quiser cultivar a planta em casa, fique atento para que ela seja plantada em solo fértil, que seja rico em matéria orgânica. Caso opte por plantar em vasos, lembre-se de fazer furos de drenagem no fundo.  Ela também exige bastante luz, por isso, a indicação é que se plante ou deixe seu vaso virado para o leste. Outra dica importante é quanto a irrigação, que deve ser feita de manhã cedo ou no fim da tarde, mantendo sempre o solo úmido.

Veja também

Criar rotina para a quarentena auxilia no sono09/04/20 Muito já se discute sobre as mudanças que o COVID-19, ou Coronavírus, está causando na rotina das pessoas. É inegável pensar que a doença está transformando como trabalhamos, nos relacionamos com a família e também como nos comportamos.  A rotina, que antes nos fazia sair de casa para trabalhar, para ir ao mercado regularmente ou para......
APOSTE NO LIMÃO02/05/17 Além de ser um ingrediente muito utilizado na culinária, para dar um toque especial aos sabores, o limão é uma fruta conhecida e apreciada por suas capacidades e possibilidades preventivas, afinal é uma fruta cítrica que proporciona muitos benefícios para a......
Benefícios do Pilates para gestantes26/06/18 Muitas mulheres grávidas continuam praticando exercícios físicos durante a gestação. Um exemplo destes exercícios são as populares aulas de Pilates. Essa prática pode trazer muitos benefícios para as futuras mamães e também para o bebê. É claro, sempre com a......

Voltar para Blog

categorias-noticias