Postado em 17 de Maio de 2018 às 15h15

O cálculo do IMC é válido para todos?

Saúde (82)
Ouvimos muito falar do cálculo do Índice do Massa Corporal (IMC). Quando vamos à academia pela primeira vez é comum que o educar físico nos pese e verifique nossa altura para calcular esse índice. Mas para que ele serve? Os números estão sempre corretos? O educador físico Felipe Saretta comenta que este método avaliativo foi…

Ouvimos muito falar do cálculo do Índice do Massa Corporal (IMC). Quando vamos à academia pela primeira vez é comum que o educar físico nos pese e verifique nossa altura para calcular esse índice. Mas para que ele serve? Os números estão sempre corretos?

O educador físico Felipe Saretta comenta que este método avaliativo foi desenvolvido para sabermos o “peso ideal”, onde o indivíduo é classificado em alguns grupos como: magreza, saudável, sobrepeso, obesidade grau I, obesidade grau II (severa), obesidade grau III (mórbida).

            Para saber em qual grau estamos, é necessário fazer o cálculo a partir dos dados da massa e estatura de cada pessoa. A determinação se dá pela divisão da massa pela estatura ao quadrado (peso/altura²). Para estar dentro do peso ideal, o resultado deste cálculo deve ficar entre 15,5 e 24,99

                Mas atenção! É possível que mesmo que esse número seja maior, você esteja totalmente saudável e dentro do seu peso. Isso pode acontecer pois o IMC não leva em consideração a massa magra que está livre de gordura, além de massa óssea. Essa conta considera a massa do indivíduo como um todo. Felipe traz um exemplo prático: ?se o indivíduo possui uma massa de 100kg, um percentual de gordura de 10% e estatura de 1,75m seu IMC será 32, classificado como obeso, mesmo o indivíduo possuindo um baixo percentual de gordura corporal?.

Se o objetivo da consulta for mensurar o índice de massa de uma grande população, para obter uma porcentagem de como está o grau de nutrição da população em estudo, este é um método muito válido. Mas, caso a consulta seja para verificar como está a composição corporal de cada indivíduo, analisando a massa muscular livre de gordura e o percentual de gordura corporal, não pode ser considerado um método válido.  Fica para os profissionais analisarem se este teste se encaixa para seus alunos. E não esqueça: procure profissionais qualificados para cuidarem da sua saúde.

Veja também

NOVEMBRO AZUL: tudo começou em um pub06/11/20 Chegou a vez dos homens! No mês passado falamos sobre o câncer de mama, como prevenir e combater a doença. O Novembro Azul vem com o mesmo intuito, alertar sobre a importância do diagnóstico precoce e auxiliar no combate ao câncer de próstata. Na próxima semana o conteúdo promete informação técnica, até lá, que tal conhecer......
Mitos e verdades da água com gás06/06/19 Causadora de discórdia, tendo defensores e opositores com opiniões bastante divergentes a seu respeito. Há quem diga que é preciso adaptar o paladar e não abre mão em dias quentes de verão. Do contrário, há quem prefira passar sede do que ingeri-la. A água......
Cuide da sua coluna13/06/17 A coluna vertebral é uma das estruturas mais nobres do corpo humano, afinal é responsável pela sua sustentação. A estimativa é de que os problemas na coluna atinjam 80% da população, representando o segundo motivo mais comum de faltas ao trabalho e a......

Voltar para Blog

categorias-noticias