Postado em 03 de Julho de 2019 às 11h51

O frio chegou e com ele as alergias respiratórias: saiba como evitar

Saúde (79)
O inverno começou no dia 21 de junho. Os casacos já não ficam mais guardados no armário e muitas casas já começam ser aquecidas com o fogão a lenha. Acompanhado das baixas temperaturas, alergias e doenças respiratórias aumentam nesta época do ano. Gripe, rinite e resfriado são alguns exemplos e normalmente apresentam sintomas que vão…

O inverno começou no dia 21 de junho. Os casacos já não ficam mais guardados no armário e muitas casas já começam ser aquecidas com o fogão a lenha.

Acompanhado das baixas temperaturas, alergias e doenças respiratórias aumentam nesta época do ano. Gripe, rinite e resfriado são alguns exemplos e normalmente apresentam sintomas que vão de febre, tosse, dor de garganta, dor de cabeça e dor muscular.

Esse mal-estar pode ser causado pela baixa umidade, ar frio, contato com ácaros de roupas guardadas, ambientes fechados e ventilação reduzida, que facilitam a transmissão de vírus, bacilos e fungos, agentes causadores dessas enfermidades típicas da estação.

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), estima-se que 3,5 milhões de pessoas ao ano sejam comprometidas pela gripe. Tendo em vista esse número, o Ministério da Saúde brasileiro realiza campanhas de vacinação para prevenção. Neste ano, até o início do mês de junho, mais de 47 milhões de pessoas foram imunizadas, dentre o grupo prioritário que conta com crianças, gestantes, idosos e hipertensos. A escolha do público prioritário no País segue a recomendação da OMS, por serem grupos mais suscetíveis ao agravamento de doenças respiratórias.

Além disso, os sintomas são tão parecidos que fica difícil diferenciar se é gripe, resfriado ou rinite. Com isso, muitas vezes as pessoas se automedicam e esse não é o caminho mais indicado. Quando os sintomas persistem e são muito fortes, a procura por orientação médica é o recomendado, pois o tratamento mais efetivo será indicado pelo profissional.

E se a questão é prevenir antes de receber a visita dessas doenças de inverno, atitudes como as abaixo podem ser tomadas no dia a dia.

  • Lavar as mãos várias vezes ao dia
  • Cobrir o nariz e a boca ao espirrar ou tossir
  • Deixar o ambiente em que está arejado
  • Evitar contato com pessoas infectadas
  • Usar umidificador de ar quando o tempo estiver muito seco
  • Ter uma alimentação equilibrada, rica em nutrientes
  • Manter-se hidratado.

 

Veja também

Dia da Mulher - como anda o sono dela?09/03/20 Ao longo dos anos a mulher conquistou diversos espaços. Sua rotina se tornou mais corrida entre trabalho, família e hobbies pessoais, ou seja, uma jornada tripla. Apesar de positivo em diversos fatores, esse acúmulo de funções desenvolvem estresse e ansiedade e fica cada vez mais difícil ter uma rotina de sono saudável. Aí surgem problemas como insônia, o distúrbio do sono mais recorrente entre o sexo......
Sabotadores do sono11/02/20 Quantas vezes você acordou de manhã com o despertador e teve a sensação que apenas tirou um cochilo ao invés de ter dormido por horas? Segundo dados da Associação Brasileira do Sono, 60% dos brasileiros dormem......
Como usar o protetor solar de forma correta?29/11/17 O câncer de pele, do tipo não-melanoma, é o mais frequente no corpo humano. No Brasil, corresponde a 30% de todos os tumores malignos registrados no país. Porém, desde que detectado e tratado precocemente, apresenta alto percentual de cura. De acordo com o......

Voltar para Blog

categorias-noticias