Postado em 20 de Março de 2017 às 12h41

Pilates, mais saúde e equilíbrio.

Bem-Estar (63)Saúde (82)
Pilates é um conjunto de exercícios criados pelo alemão Joseph H. Pilates, com equipamentos e técnicas exclusivas, que objetivam o completo controle e conexão entre o corpo e a mente. Entre os benefícios deste método está a melhora da capacidade cardiovascular respiratória, que alivia problemas relacionados ao estresse, maior força e elasticidade muscular e o…

Pilates é um conjunto de exercícios criados pelo alemão Joseph H. Pilates, com equipamentos e técnicas exclusivas, que objetivam o completo controle e conexão entre o corpo e a mente.

Entre os benefícios deste método está a melhora da capacidade cardiovascular respiratória, que alivia problemas relacionados ao estresse, maior força e elasticidade muscular e o aumento da  mobilidade articular.

Os exercícios de baixo impacto e de poucas repetições proporcionam resultados eficazes e, ao mesmo tempo, menos desgaste das articulações e dos músculos, tornando-o praticável por atletas profissionais a pessoas sedentárias. Realizados com precisão, os movimentos do método podem ser feitos por pessoas de todas as idades, inclusive as que sofrem de problemas ósseos e musculares ou até de dores crônicas. Neste caso, é importante que o trabalho seja conduzido por um fisioterapeuta.

Um dos diferenciais do Pilates está na sua versatilidade e na variedade de movimentos. Ao perceber melhoras em suas saúde física e mental, o aluno tem sua autoestima elevada. O controle da respiração, por exemplo, permite ao praticante controlar sua ansiedade. Outra função muito apreciada é a de pós-tratamento de coluna, pois trabalha também com o fortalecimento da musculatura estabilizadora da coluna. Além disso, a modalidade também serve de escudo contra o estresse e a fadiga.

Por poder ser executado de infinitas maneiras, é importante que todo praticante de Pilates seja acompanhando por profissionais especializados, que consigam avaliá-lo fisicamente. Esses orientadores também precisam dedicar muita atenção, além de conhecer os limites e as necessidades dos pacientes, por isso, o número de praticantes por profissional não deve ultrapassar dois por aula. As aulas devem ser de duas a três vezes por semana. Na hora de escolher o Pilates, informe-se se o profissional é da área da fisioterapia ou da educação física. Essa escolha deve ser feita de acordo com o objetivo do aluno. O fisioterapeuta tem o conhecimento necessário para tratar o paciente, enquanto o profissional de educação física, prepara o condicionamento físico.

Segundo a fisioterapeuta, Aline Zanetti, como os exercícios são suaves, e não causam exaustão física  como os exercícios praticados em academia. As pessoas que praticam o método podem sair das aulas e ir ao trabalho, encontrar amigos. Flexibilidade, força muscular, correção da postura, condicionamento físico e equilíbrio mental também são benefícios proporcionados pela prática do Pilates.

Veja também

OUTUBRO ROSA: conheça o objetivo e o início do movimento02/10/20 O mês de conscientização sobre o câncer de mama ganhou força nos últimos anos, mas você conhece a história por trás do Outubro Rosa? A campanha é internacional e visa auxiliar na prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama, através de consultas médicas frequentes, mamografia e autoexame. Embora......
Você sabe como está seu colesterol?01/08/17 Os hábitos alimentares saudáveis fazem muita diferença em nosso dia-a-dia.  Alimentar-se de maneira equilibrada, correta e saudável é uma das premissas para uma vida saudável e um corpo cheio de energia. De acordo com a nutricionista Monique Zanini o baixo......
Os inimigos do sono08/02/19 Estudos apontam que 60% da população tem algum problema com sono. Isso mesmo! Insônia, roncos e pausas de respiração, bruxismo, sono não reparador e movimentos anormais durante o sono são alguns problemas muito comuns que podem acometer a todos,......

Voltar para Blog

categorias-noticias