Postado em 20 de Março de 2017 às 12h41

Pilates, mais saúde e equilíbrio.

Bem-Estar (62)Saúde (72)
Pilates é um conjunto de exercícios criados pelo alemão Joseph H. Pilates, com equipamentos e técnicas exclusivas, que objetivam o completo controle e conexão entre o corpo e a mente. Entre os benefícios deste método está a melhora da capacidade cardiovascular respiratória, que alivia problemas relacionados ao estresse, maior força e elasticidade muscular e o…

Pilates é um conjunto de exercícios criados pelo alemão Joseph H. Pilates, com equipamentos e técnicas exclusivas, que objetivam o completo controle e conexão entre o corpo e a mente.

Entre os benefícios deste método está a melhora da capacidade cardiovascular respiratória, que alivia problemas relacionados ao estresse, maior força e elasticidade muscular e o aumento da  mobilidade articular.

Os exercícios de baixo impacto e de poucas repetições proporcionam resultados eficazes e, ao mesmo tempo, menos desgaste das articulações e dos músculos, tornando-o praticável por atletas profissionais a pessoas sedentárias. Realizados com precisão, os movimentos do método podem ser feitos por pessoas de todas as idades, inclusive as que sofrem de problemas ósseos e musculares ou até de dores crônicas. Neste caso, é importante que o trabalho seja conduzido por um fisioterapeuta.

Um dos diferenciais do Pilates está na sua versatilidade e na variedade de movimentos. Ao perceber melhoras em suas saúde física e mental, o aluno tem sua autoestima elevada. O controle da respiração, por exemplo, permite ao praticante controlar sua ansiedade. Outra função muito apreciada é a de pós-tratamento de coluna, pois trabalha também com o fortalecimento da musculatura estabilizadora da coluna. Além disso, a modalidade também serve de escudo contra o estresse e a fadiga.

Por poder ser executado de infinitas maneiras, é importante que todo praticante de Pilates seja acompanhando por profissionais especializados, que consigam avaliá-lo fisicamente. Esses orientadores também precisam dedicar muita atenção, além de conhecer os limites e as necessidades dos pacientes, por isso, o número de praticantes por profissional não deve ultrapassar dois por aula. As aulas devem ser de duas a três vezes por semana. Na hora de escolher o Pilates, informe-se se o profissional é da área da fisioterapia ou da educação física. Essa escolha deve ser feita de acordo com o objetivo do aluno. O fisioterapeuta tem o conhecimento necessário para tratar o paciente, enquanto o profissional de educação física, prepara o condicionamento físico.

Segundo a fisioterapeuta, Aline Zanetti, como os exercícios são suaves, e não causam exaustão física  como os exercícios praticados em academia. As pessoas que praticam o método podem sair das aulas e ir ao trabalho, encontrar amigos. Flexibilidade, força muscular, correção da postura, condicionamento físico e equilíbrio mental também são benefícios proporcionados pela prática do Pilates.

Veja também

Hortelã e seus benefícios22/08/17 Você certamente já ouviu sua mãe ou avó dizer para fazer chá de hortelã ao reclamar que estava com dor de estômago. E elas estavam certas. A folha de hortelã é bastante conhecida por seu cheiro e sabor agradáveis, além das propriedades medicinais presentes na planta. De acordo com a nutricionista Monique Zanini, ela atua…...
A água como fonte de vida22/03/19 Dia Mundial da Água, 22 de março, tem como objetivo gerar reflexão para uma sociedade mais responsável e sustentável.        Apontada como recurso natural de alto valor estratégico, econômico e social, a água é um dos bens fundamentais para a preservação da......
AIDS: diga sim à prevenção01/12/17 No dia 01 de dezembro é comemorado o Dia Mundial de Combate a Aids. Apesar de muitos avanços no tratamento e campanhas para combate e prevenção da doença, o aumento no número de casos é motivo de preocupação. O Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle......

Voltar para Blog

categorias-noticias