Postado em 27 de Setembro de 2017 às 10h49

Saiba tudo sobre a labirintite

Saúde (83)
Tontura, náuseas, alterações gastrintestinais, desequilíbrio e zumbidos no ouvido. Esses sintomas podem estar atrelados a uma doença chamada labirintite. Mas o que é labirintite? Quando seu ouvido sofre alguma inflamação na parte interna, ou labirinto, seus nervos auditivos entendem que você está em movimento. Fato que seus outros sentidos não conseguem detectar, causando assim, uma…

Tontura, náuseas, alterações gastrintestinais, desequilíbrio e zumbidos no ouvido. Esses sintomas podem estar atrelados a uma doença chamada labirintite. Mas o que é labirintite?

Quando seu ouvido sofre alguma inflamação na parte interna, ou labirinto, seus nervos auditivos entendem que você está em movimento. Fato que seus outros sentidos não conseguem detectar, causando assim, uma confusão no seu cérebro e levando aos sintomas citados.

Apesar disso, existem alguns fatores de risco que podem aumentar o desenvolvimento da labirintite, como a hipoglicemia, a taxa de colesterol elevada, diabetes, o consumo exagerado de álcool, altas taxas de ácido úrico, má alimentação e o consumo excessivo de açúcar. É muito comum as pessoas confundirem a tontura isolada com labirintite, mas em muitos casos trata-se apenas de uma vertigem, sem nenhuma relação com a doença, por isso é importante ressaltar que, caso esses sintomas apareçam em conjunto, é imprescindível procurar um médico.

Durante a consulta, caso necessite, o médico pode dar o diagnóstico a partir de algumas perguntas em relação aos sintomas, mas em muitos casos, é necessário um exame mais completo, como neurológico. Dependendo dos resultados, pode haver a suspeita de que outras doenças estejam causando esses sintomas. Nesses casos, exames específicos podem ser requeridos.

Na maioria dos casos, a inflamação desaparece sozinha. O tempo médio é de algumas semanas. Se for preciso, o médico receitará um tratamento que reduza os sintomas. Remédios para vertigem também podem ser receitados, contudo, recomenda-se que espere passar naturalmente.

Para evitar que os sintomas piorem durante possíveis crises, aconselha-se deitar e descansar. O retorno às atividades deve ser feito de forma gradual, evitando mudanças repentinas de posição. Outra dica importante é de não ler quando os sintomas surgirem e evitar ao máximo luzes fortes. Com isso, é possível ao menos amenizar as sensações dos sintomas. Para prevenir a labirintite é importante realizar mudanças no estilo de vida. Siga as sugestões:

  • Evite a ingestão de álcool. Se beber, faça-o com muita moderação;
  • Não fume;
  • Controle seus níveis de colesterol, triglicérides e a sua glicemia;
  • Não faça grandes intervalos entre uma refeição e outra;
  • Pratique atividade física;
  • Ingira bastante líquido;
  • Evite beber bebidas gaseificadas.

Veja também

Brotoeja e micose: doenças da coceira05/09/17 Brotoeja e micose são comuns nos meses mais quentes do ano. As duas são doenças de pele, porém causadas por motivos e com tratamentos diferentes. Um sintoma em comum é a coceira. Para a dermatologista, Luciane Cela, isso ocorre pois ambas provocam um processo inflamatório na pele. A brotoeja, segundo Luciane, é mais comum em crianças e surge…...
ATENÇÃO PLENA: prática mindfulness pode elevar a qualidade de vida09/12/20 Se aproxima a hora de dormir e a ansiedade chega junto. A Eko'7 realizou recentemente uma pesquisa com cerca de 250 pessoas, 46,1% delas responderam que a ansiedade é o problema que mais afeta o seu sono, na sequência aparecem as dores, com......
Como prevenir a dor nas costas30/01/19 Vários são os motivos que podem originar dor nas costas.  Como cada caso é diferente, é preciso buscar um especialista para obter o diagnóstico correto e o melhor tratamento. "De maneira geral, a lombalgia é um problema postural, cuja causa é uma má......

Voltar para Blog

categorias-noticias